Seu Freud, me deixa dormir

isso já faz 20 anos, criatura. Pq insiste em trazer aos meus pensamentos chatices da vida logo nos minutos antes de cair no sono? ; a culpa é dos astros; qual o signo das personagens de the bold type

Caro sr. Freud,

eu queria pedir um favorzinho pro senhor. É que ficar mandando mensagem de madrugada tá ficando bastante desagradável, sabe? Não tinha um horariozinho melhor pra encafifar umas ideias na minha cabeça?

Rapaz, tem dias que faço até um ritual, coloco uns óleos essenciais de Lavanda no lençol, escolho uma musiquinha suave pra tocar, tomo até banho se for preciso! (Perdoa aí, é que economizo nos banhos). Mas é deitar no travesseiro, dar duas respiradas fundas pronta pra entrar nos braços de Morfeu, pra vir o senhor escarafunchar os pensamentos e me fazer reviver coisas tão desagradáveis.

Veja bem, na última noite, sua ideia genial foi me fazer pensar em uma carta que deveria escrever para alguém por quem nutro mágoas há, sei lá, 20 anos. Vinte anos, seu Freud! Vinte fucking anos ou mais. Porque cargas d’água tinha que vir me perturbar justo agora, do nada assim? Não sei se o senhor tá por dentro, mas eu inventei de nadar no mar no amanhecer do dia. Ou seja, era pra eu tá dormindo plena pra dar vencimento em mais essa invenção!

Olha aí, eu muito focada em manter uma rotina de hábitos mentalmente saudáveis como enfiar minha cabeça na água salgada e dar braçadas até não aguentar mais e o senhor, insistente, não sai do meu juízo. Não vem me dizer que eu não tô me esforçando!

Outra coisa meu caro, eu já pago sessões semanais a uma mulher que é assim best do senhor e do seu coleguinha Lacan já pra falar desses treco que carrego comigo desde que pisei nesse mundinho. Será que não dava pra mandar os recados só, sei lá, uns minutos antes de conversar com ela não? Facilitaria muito aqui no meu planejamento. Que fixação pela madrugada, criatura.

E, insistente que tu é, tal hora faz com que eu desista de vez e vá atender ao seu chamado (ou do que você apelidou de inconsciente) pra escrever a tal carta.

Levanto da cama, vou pra sala, pego o caderno, afasto o gato e coloco os pensamentos no papel. Termino então com a certeza de que está tudo resolvido, é só enviar a carta para o destinatário. Aí ele, o tal, terá o seu momento de reflexão e todos os 20 anos de ausências serão solucionados em um punhado de palavras postas num caderno. Serei evoluída, digo pra mim, e fará sentido os suados dinheiros investidos na conversa com a amiga do hômi. Olho pro horizonte e penso: "satisfeito agora?" e volto pros lençóis.

Aí, fróid, quando acordo no outro dia de uma noite de merda depois que você me encheu o saco, percebo o quão absurda é a ideia de enviar uma carta daquelas. Hômi, te dizer, não tem o menor perigo de mandar um negócio daquele.

As palavras estão desconexas, as angústias estão nuas, o filtro sumiu na ponta da caneta e o impacto será nível hecatômbico.

Então, faça-me o favor, me deixa descansar em vez de me fazer preencher cadernos com cartas que jamais serão enviadas. Seu Freud... pega leve. Que tá pesado aqui, e eu só queria dormir.


É claro que a tal carta (real, tá ali no caderno), o sono não dormido, os sonhos malucos, os pensamentos constantes e a angústia de uma relação de frustrações e ausências são temas pra levar pra análise e ficar ali um bom tempo trabalhando as questões. Maaaaas, o que a gente que é jovem místico também gosta? De colocar a culpa nos astros!

Ah, é bom demais ler como estão as transições astrológicas e sentir o afago de jogar a culpa em Júpiter e Mercúrio opostos, vai? Pelo menos pra mim funcionou, já que escondi a tal carta da analista, compreendi que tinha sido uma conjunção dos plantes e achei uma ideia melhor compartilhar com sei lá quantos assinantes de uma newsletter essa noite insone e ingrata.

Acho uma desisão madura. Favor não contrariar.


Se você também é dessas ondas, segue algumas datas importantes ainda nesse agosto maluco de acordo com essa matéria na Elle:

19/8: Mercúrio faz conjunção com Marte em Virgem. Bem incisivo, afiado, direto ao ponto, atento e focado nos detalhes, ótimo para começar tarefas que exijam concentração e foco.

19/8: o Sol faz oposição a Júpiter – muitas movimentações coletivas, o Sol é significador das autoridades num país, do chefe do poder executivo. Júpiter e Saturno são significadores das leis e da justiça, do poder legislativo e do poder judiciário. Treta das grandes.

22/8: Sol ingressa em Virgem – centramento virginiano, mercurial, mutável, adaptação, inteligência pragmática, aprendendo com os erros.

22/8: Lua cheia em Peixes. Sensível demais, transbordamento, compreensão, resolução, perdão.


E pra aprofundar ainda mais esse papo, tem o Daniel Furlan que lançou um senhor trailer de 5 minutos de um novo programa: Baixo Astral. Nele, Furlan vai entrevistar celebridades por meio de seu mapa astral. Conhecendo um pouco da trajetória do ator e comediante (roteirista, músico, apresentador e cartunista brasileiro), o assunto será tratado de forma seríssima!

(caso não esteja reconhecendo, Furlan também é o Renan, do Choque de Cultura)


Tem noites em que o inconsciente (ou o seu Freud) me leva para cartas profundas, mas em outras ele me faz pensar em qual seria o signo das personagens de The Bold Type. Dividirei aqui:

Kate

Sagitariana, certeza! Kate é Social Media totalmente conectada, dona dos melhores e mais não-óbvios looks, é impulsiva nos relacionamentos e no trabalho, e tem sede de mudar o mundo. Perde o emprego, mas não abre mãe das lutas pelo que acredita. E ainda topa viagens de última hora! Ela eu digo sem pestanejar que só pode ser de Sagitário.

Sutton

Já a Sutton aposto que seja canceriana. Ela é emotiva, romântica, não segura as lágrimas, é o melhor ombro amigo entre as três, é bem manipuladora para conseguir o que quer e bastante rancorosa. Cancerianos também costumam ter um instituto para se guiar pelos sentimentos e pela intuição, e a Sutton é expert nisso.

Jane

É com dor no coração que digo, mas a Jane só pode ser de áries (meu signo). A repórter da Scarlet tem um nível elevado de chatísse, mas é superfocada e uma líder nata. Consegue dobrar todo mundo no papo, luta até o fim pra conseguir o que quer e ainda se joga de cabeça em novos desafios, mesmo que nem sempre seja uma boa ideia. Além de tudo, adora uma discussão, é bem cabeça dura nos pensamentos e mandona que só ela. Porém, a melhor amiga e sempre disposta a fazer de tudo por quem ela ama.

Só não consegui chegar a uma conclusão em relação a Jacqueline, the big boss. Pensei em aquariana, mas não fechei o diagnóstico. Qual signo contemplaria essa mulher durona, porém acolhedora?


Confesso que nas últimas semanas rodei pouco pela internet pra compartilhar bons links, mas estou sabendo que:

Passando aqui rapidinho pra lembrar que, caso você já seja leitor desde a primeira news, sabe que pedi demissão e tô perdida nessa vida de freela. Escrevo por aqui promovendo esse entretenimento gratuito (às 22h50 pq obviamente deixei pra última hora), mas caso queira colaborar por esse serviço, meu pix é gabidourado@gmail.com (Nubank) - que também é meu e-mail pra gente conversar!


e no clima que envolveu essa newsletter hoje, as palavras de Ana Suy

A post shared by @ana_suy

Até mais <3